Comunicação |

Notícias

Buscar notícia

Procurar

Da escolinha para as categorias de base

03/07/2018 - Terça
Imagem

A escolinha de futebol do Náutico tem promovido vários jogadores para as categorias de base do clube. Os volantes Rhaldney e Celestino (foto) são alguns exemplos de atletas que passaram por esse processo. Neste ano eles disputaram a maior competição de base do Brasil, que é a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Hoje, na base alvirrubra, entre o sub-15 e o sub-20, 32 jogadores já trabalharam com o professor da escolinha Jonathan Nino.

É na escolinha onde se aprende a base do futebol e os principais fundamentos, como o passe e o domínio, entre outros. O trabalho vai além da formação do jogador dentro de campo, abrange também o desenvolvimento do atleta como cidadão. "A escolinha me ajudou muito na parte técnica, que é algo bastante cobrado na base. Estou feliz aqui no Náutico. Cheguei a ser capitão do sub-20. Eu me identifico muito com as cores do clube. Passei a amá-lo", disse Rhaldney.

A melhor participação do Náutico na Copa São Paulo, também conhecida como Copinha, foi em 2017, quando Rhaldney e Celestino faziam parte daquele grupo. Na ocasião, o Timbu chegou até a terceira fase, uma antes das oitavas e foi eliminado nos pênaltis para o Mirassol.

O volante Celestino está nas categorias de base do clube desde 2013. "Ainda tenho idade para disputar uma copinha. Espero ter essas oportunidades e ajudar o Náutico a chegar o mais longe possível. Quero conquistar títulos por esse clube", comentou o atleta.

Responsável pela formação desses atletas, o técnico Nino ainda lembra de como os garotos eram na época da escolinha. "Eram bastante dedicados. Eles se destacavam no meio dos outros meninos, e com isso, passaram pelo processo para se integrar na categoria de base do clube", comentou Jonathan Nino.

No próximo ano, a expectativa é que o número de jogadores que passaram pela escolinha do clube seja maior do que o de 2018 a serem promovidos para as categorias de base e disputarem a Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Comunicação CNC

Outras notícias