Comunicação |

Notícias

Goleiro brilha e Náutico avança na Copa do Brasil Sub-17

05/08/2019 ás 12:11 - Segunda
Matheus Cunha / Comunicação CNC
Imagem

O Náutico se garantiu, no último domingo (4), nas oitavas de final da Copa do Brasil Sub-17. O Timbu bateu o Porto Vitória/ES nos pênaltis por 3x2 após empatar por 0x0 no tempo normal na Arena de Pernambuco. O goleiro Gabriel Lima pegou duas cobranças do time capixaba, um feito inédito na ainda curta carreira do arqueiro.

"Nunca havia defendido dois pênaltis em um jogo só. A sensação é a melhor possível, não tem outra forma de falar. Fico muito feliz em ter pego os pênaltis e ter ajudado a minha equipe a ter avançado na competição", afirmou. O adversário alvirrubro na próxima fase sairá do confronto entre União Rondonópolis/MT e Palmeiras, que se enfrentam nesta segunda-feira (5), no Mato Grosso, a partir das 16h.

Antes mesmo da bola rolar, o técnico Adriano Souza já previa a dificuldade da partida. Contudo, o confronto serviu para mostrar o amadurecimento da equipe e a concentração dos atletas em momentos decisivos.

"A gente imaginava que seria um jogo muito difícil, até pela proposta deles, que era de não nos deixar jogar. Durante as cobranças de pênaltis, os meninos mostraram uma tranquilidade absurda. Foram muito maduros. Eles exalaram confiança e nos passaram isso. Perdemos alguns batedores de pênalti durante o jogo por conta de cansaço. Sentimentos muito o aspecto físico, mas conseguimos ter o controle da partida", disse o comandante.

PASSAGEM NO PROFISSIONAL
Gabriel, apesar de ainda estar no sub-17, não é muito desconhecido da torcida do Náutico. O início deste ano, ainda na pré-temporada, o arqueiro de 17 anos integrou o elenco profissional por três meses. Chegou a disputar um amistoso contra o Treze, na Paraíba. Para ele, a experiência adquirida no período vem sendo importante nos jogos.

"Eu fiquei mais maduro, sim. Peguei mais experiência. Não só pelo jogo, mas eu passei três meses treinando no profissional e isso me ajudou bastante a evoluir no meu trabalho, também como pessoa", completou.

Outras notícias